728 ad

Tratamento da crise da enxaqueca – Novidades do Congresso Mundial – 2015

Tratamento da crise da enxaqueca – Novidades do Congresso Mundial realizado em Valencia, Espanha, 14 a 15 de maio – 2015. Dr Paolo Marteletti, editor chefe da revista Journal of Headache and Pain, e eu passamos para julgar os posters referentes a pesquisas de novos tratamentos para crises de dores de cabeça. Algumas pesquisas interessantes foram mostradas. Eficácia do AVP-825 vs sumatriptano 100 mg, bloqueio de nervo occipital com bupivacaina sem corticoides para tratar aura prolongada da enxaqueca, estimulação não invasiva do nervo vago para crise de enxaqueca, estimulação magnética transcraniana de pulso único para tratar enxaqueca com uso excessivo de analgésicos. Foi estudada a combinação entre sumatriptano 100 mg e paracetamol 500 mg, mostrando que os dois juntos funcionam melhor que quando usados separadamente, sem efeito negativo gástrico que as combinações de sumatriptano com naproxeno podem ocasionar. A experiência de alguns casos com ketamina endovenosa mostrou-se promissora, boa resposta clínica com poucos efeitos colaterais. Também pela veia, um relato do uso de sulfato de magnésio 2 gramas com sucesso em 88 pacientes com crises prolongadas de enxaqueca. O aparelho CoolHead, que injeta ar frio dentro das narinas através de um fino cateter para aliviar as crises de enxaqueca mostra se promissor, uma forma inovadora de tratar a crise, literalmente “esfriando a cabeça”. Nas apresentações sobre prevenção tivemos a divulgação dos resultados do uso dos anticorpos monoclonais contra o CGRP, já em fase avançada dos estudos que mostram boa segurança e eficácia, em aplicações injetáveis, detalharemos em outro post. Dr Mario...

Melatonina No Brasil – Matéria de capa da Istoé

O super hormônio Recentes estudos provam que a melatonina faz muito mais do que ajudar a dormir. Entre outros benefícios, ela auxilia no emagrecimento, combate a diabetes, controla a enxaqueca e protege contra os danos do mal de Alzheimer Cilene Pereira e Monique Oliveira   Uma substância fabricada naturalmente pelo organismo está despontando das pesquisas científicas como uma espécie de super-remédio. De acordo com estudos realizados em todo o mundo, a melatonina, hormônio responsável pela indução ao sono, é eficaz contra uma ampla gama de enfermidades. Só para se ter uma ideia, ela ajuda a emagrecer, protege contra os danos causados pelo acidente vascular cerebral, auxilia no controle da hipertensão e da diabetes e reduz as crises de enxaqueca. Um dos últimos benefícios descobertos foi o de diminuir a queda de cabelo provocada por causas genéticas, a alopécia androgenética, conhecida como calvície masculina. Ainda não se sabe ao certo quais são os mecanismos que levam a esse espectro tão grande de atuação. O que se descobriu recentemente e que ajuda a entender parte desse fenômeno foi que existem receptores sensíveis à ação do hormônio em todo o organismo. Produzida pela glândula pineal – localizada no cérebro – na ausência da luz, até pouco tempo acreditava-se que a substância agisse basicamente sobre os centros cerebrais envolvidos no controle do relógio biológico, estimulando o sono. Por essa razão, suas indicações mais conhecidas eram contra a insônia e outros distúrbios associados ao sono, como o jet lag. HERANÇA Regina constatou que o hormônio passa de mãe para filho pelo leite materno A descoberta de suas outras funções foi gradativa. Hoje, uma das áreas nas quais é possível encontrar conhecimento mais sólido a esse respeito é a do câncer. A relação entre a melatonina e a doença começou a ser mais investigada quando surgiram indicações de uma associação entre o risco aumentado para...

Tratamento para Enxaqueca sem Remédio

TRATAMENTO para ENXAQUECA sem remédio Dra Juliane Mercante, psicóloga com doutorado pelo IPq – FMUSP, escreve sobre o tratamento da enxaqueca sem remédios. Muitos sofredores de enxaqueca se interessam pelos tratamentos naturais, caseiros, e pelos tratamentos sem remédio. O tratamento da enxaqueca pode ser para cortar a crise de dor, mas o principal tratamento da enxaqueca é o preventivo, para evitar que venham as crises. É POSSÍVEL TRATAR A ENXAQUECA SEM REMÉDIOS? Sim, é possível. Nas últimas duas décadas, o tratamento não farmacológico para prevenção e controle da enxaqueca (migrânea) tem sido usados como terapias independentes ou combinadas à terapia medicamentosa. O Tratamento medicamentoso em conjunto com o não-medicamentoso costuma ter resultados melhores. QUEM PODE FAZER UM TRATAMENTO SEM REMÉDIOS PARA A ENXAQUECA? O tratamento pode ser feito por qualquer pessoa, a princípio, os tratamentos não medicamentosos não tem limitação importante. O tratamento não medicamentoso pode ser particularmente adequado como opção para indivíduos que sofrem de enxaqueca e que apresentam contraindicação médica para tratamentos farmacológicos específicos, como gravidez, planejamento de gravidez ou amamentação, além de pessoas que não toleram os efeitos colaterais dos remédios, idosos, indivíduos com doenças crônicas. Os objetivos do tratamento para enxaqueca, tanto farmacológico quanto não-farmacológico são: reduzir a frequência, intensidade e incapacidade das crises de enxaqueca; melhorar a tolerância e aceitação à farmacoterapia; melhorar a qualidade de vida; evitar intensificação da medicação aguda; educar e capacitar os pacientes a lidar com a doença, melhorando seu controle pessoal sobre a enxaqueca; reduzir os sintomas psicológicos e estresse relacionados a dor. QUAIS SÃO AS FORMAS DE TRATAMENTO? Existem tratamentos que podem ser divididos em sua atuação nas áreas física e mental. As terapias físicas incluem a fisioterapia com suas diversas técnicas: termoterapia, digitopressão, laserterapia, postura, relaxamento muscular. Outras formas de tratamento sem remédio que atuam fisicamente são os exercícios físicos e a acupuntura. As terapias com enfoque na esfera mental...

Enxaqueca no Site do Einstein: Sintomas, Tratamento, Botox

Dr Mario Peres fala sobre enxaqueca no site do Hospital Albert Einstein. Leia a matéria Enxaqueca O que é enxaqueca? Muitas vezes confundida com outras cefaleias, a enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que costuma provocar dores unilaterais e latejantes, acompanhadas na maioria das vezes de náuseas, vômitos e intolerância a sons, luz e cheiros fortes. As crises tendem a aparecer ocasionalmente, com duração de quatro até 72 horas. Em casos extremos, a frequência pode ser diária. Causas da Enxaqueca A enxaqueca é uma doença multifatorial. Além do fator genético, o consumo de alimentos como queijos, embutidos, chocolate, café e adoçantes com aspartame, sono prolongado ou falta de sono, excesso de exposição ao sol, alterações de hormônios, tabagismo, odores fortes e a ingestão de bebida alcoólica podem desencadear uma crise. Transtornos de humor, como ansiedade e depressão, também podem frequentemente estar associados a um episódio de enxaqueca. Incidência A enxaqueca acomete 15% da população brasileira. Mais frequente no público feminino – só na região sudeste 30% das mulheres sofrem com as crises -, a doença é uma das principais causas de falta ao trabalho. A média é de quatro dias perdidos de trabalho por ano. Nos Estados Unidos, o custo estimado indireto por ano é de 13 bilhões de dólares. Por ser incapacitante – algumas pessoas não conseguem ficar em locais com luz ou barulho –, a enxaqueca influencia também as atividades familiares, sociais e escolares. Sintomas da Enxaqueca A crise de enxaqueca pode ser dividida em quatro etapas com sintomas distintos. Na premonitória, o período anterior à dor de cabeça, é comum o desejo por determinados alimentos, como chocolate, alterações de humor, cansaço, bocejos e retenção de líquidos. Depois vem a aura, que normalmente precede a crise, mas também pode ocorrer simultaneamente. Ela ocorre em 15 a 25% das enxaquecas, e se manifesta com alterações na vista...

Exercício Físico no Tratamento da Enxaqueca

Está sendo realizado um protocolo de pesquisa na UNIFESP para avaliar o efeito do exercício físico no tratamento da enxaqueca. Trata-se da tese de doutorado de Arão Belitardo, aluno do Prof Dr Mario Peres. Será feito um treinamento físico aeróbio 3vezes por semana por 12 semanas, com intensidade moderada (40-60% do VO2 de reserva) em esteira. Será avaliada a aptidão aeróbia por ergoespirometria e pré e pós treinamento e correlacioná-los com a frequência de crises. Critérios de inclusão: Ø Pessoas que sofram de enxaqueca menos de 15 dias por mês; Ø Homens ou mulheres de 18 a 65 anos; Ø Que não tomam medicação para o coração [PROPRANOLOL (REBATEN) – ATENOLOL (ATENOL) – CARVEDILOL (CARDILOL) – VERAPAMIL (DILACORON)]. Não tabagistas; Não usuário de drogas; Sem uso de pílulas contraceptivas, anticoncepcionais (p/ as mulheres)  Ø Sedentários (não estejam praticando atividade física regularmente). Ø Estejam dispostas a realizar programa de 12 semanas (3 x / semana) de condicionamento físico aeróbio (moderado) como parte do seu tratamento. Ø Os participantes realizarão gratuitamente teste ergo-espirométrico (aptidão física) e exames de sangue. Ø Pessoas SEM enxaquecas, desde que atendam os demais critérios, também poderão participar como controle. Para maiores informações e agendamento de consulta, favor contatar Dr. Reinaldo Ribeiro ou Enfermeiro Johny: – Pelo Telefone: 5576-4778; ou, – Pelo e-mail dr.reinaldo@ig.com.br; ou – Pessoalmente no Ambulatório de Dor de Cabeça da UNIFESP na Rua Napoleão de Barros, 771, Térreo, Balcão 5 da Neurologia, Seg. – Qua. – Sex. às 8:00h....

Tratamento da Enxaqueca com Botox – efeitos colaterais

Tratamento da Enxaqueca com Botox – efeitos colaterais Dr Mario Peres, médico neurologista, pós-doutorado na área de cefaleias nos Estados Unidos, fala sobre o tratamento da enxaqueca com o Botox e seus efeitos colaterais. O botox (toxina botulínica tipo A) foi aprovada nos Estados em outubro de 2010 para o tratamento da enxaqueca crônica e no Brasil, pela ANVISA este ano (2011). A aplicação é segura, eficaz, funciona diminuindo as crises de dor na maioria dos pacientes com enxaqueca. Mas não é todo tipo de dor de cabeça que se beneficia da aplicação. Também, não é a aplicação estética que funciona, pois as doses e os pontos de aplicação são diferentes, além da necessidade de ser um neurologista capacitado para fazer o procedimento. Como recentemente veiculado no programa da Ana Maria Braga, falou-se dos efeitos colaterais da aplicação, mas vale ressaltar que são raros e ainda mais incomuns em mãos experientes. 1. Queda da pálpebra. Ocorre apenas se os pontos aplicados na testa forem muito próximos dos olhos, felizmente na nossa experiência de aplicações de toxina para dores de cabeça, nunca tivemos este efeito. 2. Mudança na aparência do rosto. Os pontos de aplicação incluem a testa, e se for aplicado mais de um lado do que outro pode mudar a expressão facial. Naturalmente a programação das doses a serem aplicadas incluem a exata simetria da face para que isto não aconteça. Na nossa experiência também nunca tivemos tais efeitos adversos. 3. Dor nos pontos da aplicação. Podem ocorrer no momento da aplicação, apesar de ser um procedimento bastante tranquilo, alguns pontos podem ficar pouco doloridos após, mas isto ocorre em uma minoria dos pacientes e passa rapidamente. 4. Fraqueza muscular. A fraqueza muscular ocorre se a aplicação for exagerada em músculos da cervical (percoço). Ou seja, todos os efeitos colaterais são dependentes da experiência do aplicador. Em resumo,...

Enxaqueca e Botox – Bom dia Brasil

Anvisa autoriza uso de botox para combater as dores da enxaqueca. O tratamento é indicado para quem tem dor de cabeça crônica e não melhorou com nenhum outro tratamento. Assista a entrevista do Dr Mario Peres sobre o botox no tratamento da enxaqueca: Bom dia Brasil – Edição do dia...

Necessidade de Tratamento Preventivo para Enxaqueca no Brasil

Trabalho apresentado no 53 Congresso Americano de Cefaleia, Washington DC, 2-5 de Junho de 2011. Nosso trabalho mostra a imensa lacuna de tratamento de dores de cabeça, cefaleias primárias como a enxaqueca e a cefaleia tensional no Brasil. Em estudo feito em cerca de 4000 pessoas em todo o Brasil avaliamos as prevalências da enxaqueca e outras cefaleias e mostramos qual a porcentagem de pessoas que não faziam tratamento correto para as cefaleias. Neste gráfico temos as porcentagens das diferentes cefaleias, enxaqueca, cefaleia tensional e a porcentagem de pessoas que precisariam fazer tratamento preventivo. Neste outro gráfico vemos que dos pacientes com enxaqueca que precisariam estar em tratamento apenas 2,6% realmente estavam usando algum tratamento...

Enxaqueca, Dores de cabeça, tratamento da enxaqueca na CBN

Enxaqueca, Dor de Cabeca, cefaleia tensional, cefaleia em salvas, tratamento da enxaqueca e outras cefaleias, botox para enxaqueca, saúde, qualidade de vida e mais no Consultório CBN, entrevista com Dr Mario Peres. Para ouvir a entrevista clique...

Tratamento da enxaqueca e perda de peso

Tratamento da enxaqueca e perda de peso Dr Mario Peres, médico neurologista, escreve sobre o tratamento da enxaqueca e as implicações da perda de peso. O tratamento da enxaqueca é influenciado pelo peso corporal do paciente. Remédios afetam o peso, tanto os que aumentam o peso, quanto os que diminuem o peso. A obesidade influencia como causa da cronificação da enxaqueca, alterações metabólicas decorrentes da obesidade podem ser complicadores do tratamento da enaqueca. Perder peso significa diminuir a sobrecarga que pode existir na pessoa que sofre com a enxaqueca. A maioria das pessoas estão no chamado sobrepeso, as portadoras de enxaqueca também. A perda de peso é então favorável para a melhora da enxaqueca. O EFEITO DOS REMÉDIOS – PERDA DE PESO E ENXAQUECA REMÉDIOS QUE DIMINUEM O PESO O primeiro ponto a se considerar é o efeito negativo que remédios para diminuir o peso podem ter na enxaqueca. Sibutramina (plenty, reductil) e anfetaminas (fenproporex, anfepramona) normalmente agravam as crises de enxaqueca, tornando-as mais frequentes, mais fortes, obrigando a sofredora ou sofredor de enxaqueca a parar o remédio. Muitas vezes o paciente não percebe e mantém o tratamento. MEDIDAS QUE DIMINUEM O PESO Importante lembrar que ficar sem comer, o jejum prolongado, é um desencadeador da enxaqueca. Fazer regime ficando sem comer não é vantagem nenhuma. Perder peso nada mais é que diminuir a ingesta alimentar de calorias e queimá-las com exercícios físicos. A realização de atividade física é benéfica para o tratamento da enxaqueca, um exercício regular, sem exageros, constante, com atividade aeróbica, exercícios como corrida, caminhada, dança, bicicleta, natação, todos podem ser extremamente úteis no TRATAMENTO DA ENXAQUECA e também importantes para perda de peso. REMÉDIOS QUE AUMENTAM O PESO MAS TRATAM DA ENXAQUECA Existem alguns remédios que são bons para enxaqueca infelizmente tem como efeito colateral o aumento de peso, são eles os antidepressivos tricíclicos (amitriptilina,...

Tratamento Natural para Enxaqueca

Enxaqueca Tratamento Natural Enxaqueca Tratamento Natural Dr Mario Peres, médico neurologista, pós-doutorado nos Estados Unidos, escreve sobre as possibilidades de tratamento para enxaqueca sem remédios. Enxaqueca pode ser tratada sem remédios? Existe tratamento natural para enxaqueca? Tratamentos para enxaqueca caseiros podem funcionar?  Enxaqueca pode ser tratada na gravidez sem medicamentos? São todas perguntas muito frequentes em quem sofre de crises de enxaqueca. É fundamental termos o conceito de tratamento preventivo, em primeiro lugar, o tratamento da enxaqueca não é só na hora da dor, e sim EVITAR QUE AS CRISES APAREÇAM ! O tratamento preventivo da enxaqueca é um passo fundamental, levantamos em um estudo por nós realizado que menos que 10% dos sofredores de enxaqueca fazem o tratamento correto, o tratamento preventivo da enxaqueca. Entender o que é a enxaqueca é fundamental para o paciente, saber suas causas e como evitá-la. Entender que o sistema de dor é um sistema de defesa do organismo que dispara quando algo nao está bem, e na enxaqueca ele dispara demais. Portanto é imprescindível tratar o problema na sua raiz, evitando que o sistema de dor dispare excessivamente, analgésicos nāo  sāo tāo importantes quanto preventivos.  Normalmente os tratamentos medicamentosos e não medicamentosos para enxaqueca sāo associados. PARA SABER SOBRE TRATAMENTO COM REMÉDIOS acesse o http://cefaleias.com.br/blog/tratamento-da-enxaqueca  EXERCÍCIOS FÍSICOS Um bom nível de exercícios físicos é parte importante do tratamento, exercícios físicos regulares, aeróbicos, com alongamentos, sem sobrecarregar a musculatura do pescoço, leia mais em tratamento da enxaqueca com exercícios. PSICOTERAPIAS Existem várias linhas de psicoterapia, o resultado é positivo, vários estudos mostram que é possível tratar a enxaqueca com psicoterapia, especialmente a psicoterapia cognitiva comportamental. Dra Juliane Mercante, psicóloga com doutorado pelo IPq-FMUSP, tem vasta experiência no tratamento não medicamentoso da enxaqueca, acesse o site http://enxaquecaeansiedade.com para saber mais. HIGIENE DO SONO A higiene do sono pode ajudar muito no tratamento da enxaqueca, dormir bem, conseguir aprofundar o...

Enxaqueca: sintomas e tratamento

Dr Mario Peres, médico neurologista responde perguntas e respostas sobre enxaqueca, sintomas e tratamento Porque alguns alimentos tem o poder de desencadear a dor? Porque certos alimentos contém substâncias que ativam o sistema de dor no cérebro como tiraminas, aminoácidos excitatórios, glutamato, óxido nítrico, álcool e cafeína. Isto pode de alguma forma ter viciado o cérebro e por isto, suscita o desejo de comer aquilo que vai lhe prejudicar? Não é isto não, o cérebro gera para o corpo a necessidade de suplementar algum elemento e porisso aparece a vontade de comer certos alimentos. Qual o mecanismo envolvido na cefaléia e como é possível identificar o que está errado, ou desencadeando-a? São vários mecanismos desencadeantes de enxaqueca: hormonal, genético, ambiental, alteração de neurotransmissores Quais os medicamentos mais usados hoje e de que forma eles agem? Os principais medicamentos para o tratamento da enxaqueca são os preventivos, como neuromoduladores (anticonvulsivantes), antidepressivos, betabloqueadores (remédios também usados para pressão), entre outros. Recentemente vem se usando também a toxina botulínica (botox) para tratamento de cefaleias Como se faz uso da medicação de forma equivocada a ponto de se adoecer? Uso excessivo de analgésicos que causam cefaleia rebote, intoxicam o cérebro e o organismo Seria possível relatar, aqui, quais os alimentos que mais são responsáveis pelo desencadeamento da enxaqueca? Os desencadeantes alimentares principais sao: ficar sem comer, bebidas alcoolicas, muito café, adocantes, enlatados, salgadinhos e ouros alimentos que contenham glutamato monossodico (aji-no-moto), frutas citricas Enxaqueca, enxaqueca causas, enxaqueca com aura, enxaqueca crônica, enxaqueca tratamento, especialista enxaqueca, tratamento enxaqueca...

« Older Entries