728 ad

Especialista esclarece dúvidas frequentes sobre dores de cabeça, enxaqueca

Dr Mario Peres, médico neurologista, responde perguntas sobre causas, sintomas e tratamento das dores de cabeça, cefaleias, enxaquecas. 1.Quais as causas mais comuns da dor de cabeça (tensão, ingestão de álcool, enxaqueca, problemas oculares, sinusite etc.)? As dores de cabeça podem ser um sintoma de alguma doença, desde uma simples gripe até um aneurisma ou tumor cerebral, quando chamamos de cefaleias secundárias. Podem ser também dores de cabeça recorrentes como no caso da enxaqueca, cefaleia tensional, cefaleia em salvas e outras, chamadas cefaleias primárias. Nestas, os desencadeantes podem ser alimentares (jejum, bebida alcoólica, excesso de cafeína, lactose, embutidos, enlatados), hormonais, estresse, falta de sono, e sedentarismo. 2.Como é feito o diagnóstico das cefaleias, das dores de cabeça? O diagnóstico das cefaleias secundárias se faz com exames pertinentes a cada suspeita, desde testes laboratoriais como hemograma, dosagem de hormonios, provas inflamatórias, assim como exames de imagem, tomografia, ressonancia magnética. Na suspeita de meningite costuma se fazer o exame do liquor, por punção lombar, para retirada e análise do líquido cefalorraquidiano (liquor). Já o diagnóstico das cefaleias é clínico, baseado nas informações, aspectos, características das dores, sua localização, tipo, fatores associados, duração, frequência, na maioria das vezes não necessita de exames. 3.Como prevenir e tratar os sintomas das cefaleias? O principal tratamento das cefaleias é o preventivo, para tanto, é preciso uma avaliacão criteriosa para serem determinados os desencadeantes, as causas da dor. Existem várias opções de medicamentos e formas não medicamentosas para prevenir enxaquecas e outras cefaleias primárias, com o uso de antidepressivos, anticonvulsivantes, bloqueadores adrenérgicos, além de suplementos, vitaminas, fitoterápicos que podem também ser usados. O uso da toxina botulínica (botox) é muito utilizado em pacientes com enxaqueca crônica. Na hora da dor, para cortar a crise, os analgésicos simples podem funcionar, mas em crises mais fortes são necessários medicamentos específicos, da classe dos triptanos, com resposta superior aos...

Enxaqueca no Site do Einstein: Sintomas, Tratamento, Botox

Dr Mario Peres fala sobre enxaqueca no site do Hospital Albert Einstein. Leia a matéria Enxaqueca O que é enxaqueca? Muitas vezes confundida com outras cefaleias, a enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que costuma provocar dores unilaterais e latejantes, acompanhadas na maioria das vezes de náuseas, vômitos e intolerância a sons, luz e cheiros fortes. As crises tendem a aparecer ocasionalmente, com duração de quatro até 72 horas. Em casos extremos, a frequência pode ser diária. Causas da Enxaqueca A enxaqueca é uma doença multifatorial. Além do fator genético, o consumo de alimentos como queijos, embutidos, chocolate, café e adoçantes com aspartame, sono prolongado ou falta de sono, excesso de exposição ao sol, alterações de hormônios, tabagismo, odores fortes e a ingestão de bebida alcoólica podem desencadear uma crise. Transtornos de humor, como ansiedade e depressão, também podem frequentemente estar associados a um episódio de enxaqueca. Incidência A enxaqueca acomete 15% da população brasileira. Mais frequente no público feminino – só na região sudeste 30% das mulheres sofrem com as crises -, a doença é uma das principais causas de falta ao trabalho. A média é de quatro dias perdidos de trabalho por ano. Nos Estados Unidos, o custo estimado indireto por ano é de 13 bilhões de dólares. Por ser incapacitante – algumas pessoas não conseguem ficar em locais com luz ou barulho –, a enxaqueca influencia também as atividades familiares, sociais e escolares. Sintomas da Enxaqueca A crise de enxaqueca pode ser dividida em quatro etapas com sintomas distintos. Na premonitória, o período anterior à dor de cabeça, é comum o desejo por determinados alimentos, como chocolate, alterações de humor, cansaço, bocejos e retenção de líquidos. Depois vem a aura, que normalmente precede a crise, mas também pode ocorrer simultaneamente. Ela ocorre em 15 a 25% das enxaquecas, e se manifesta com alterações na vista...

Dor de Cabeça e Meningite

Meningite é uma inflamação das meninges. A meninge é um tecido, uma membrana que envolve todo o sistema nervoso central, encéfalo (cérebro e tronco cerebral) e medula espinhal. A meningite pode ser por algum agente infeccioso, bactérias, virus (meningite viral), fungos. A meningite pode ser por outras causas não infecciosas como medicamentos, doenças inflamatórias, neoplasias (cancer). A meningite bacteriana é a mais perigosa, pois pode evoluir para a septicemia, que é uma infecção generalizada e causar graves sequelas até a morte. A meningite mais comum é a viral, a meningite viral é mais benigna, muitas vezes passa sem ser diagnosticada. O principal sintoma da meningite é a dor de cabeça, uma cefaleia forte, aguda, diferente das dores de cabeça habituais. Outros sintomas da meningite são a rigidez de nuca, pescoço rígido, nauseas, enjoo intenso, vomitos. INCIDENCIA E TAXAS DA MENINGITE Estima-se que 3.500 casos de meningite bacteriana e septicemia ocorram no Reino Unido todo ano. O Brasil entre 2003 e 2005 foram registrados 2400 casos de meningitis na região metropolitana de Goiania. Em 2006 morreram mais de 2.500 pessoas por causa da meningite, A meningite pode ser fatal, principalmente se for de origem bacteriana, especialmente a meningite menigocócica (causada pelo meningococo, uma bactéria com 3 sorotipos – A, B e C). Porisso a meningite no Brasil e em vários países é uma doença de notificação compulsória. Algumas epidemias de meningite já assolaram o Brasil. Na década de 1970 a meningite meningocócica uma epidemia causada por vírus A e C com foco em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, quase foi suficiente para serem cancelados os jogos pan-americanos de 1975. Na década de 80 epidemias causadas pelo meningoco do grupo B ocorreram. SINTOMAS DA MENINGITE O principal sintoma da meningite, qualquer que seja a causa é a dor de cabeça, a cefaleia. Uma cefaleia forte, de instalação aguda, diferente...

Saiba tudo sobre enxaqueca – Hospital Albert Einstein

Assista o vídeo sobre enxaqueca, dores de cabeça, cefaleia tensional, cefaleia em salvas na página do Hospital Albert Einstein – Em dia com a saúde. Dr Mario Peres, médico neurologista, explica as causas, sintomas e tratamentos das cefaleias, enxaquecas. Leia todos os posts sobre cefaleia em salvas clicando aqui cefaleia em...

Livro Dor de Cabeça na Saraiva Digital para Iphone e Ipad

Livro Dor de Cabeça: O que ela quer com você? Agora ebook na Saraiva Digital O livro “Dor de Cabeça: O que ela quer com você?” escrito pelo Dr Mario Peres, médico neurologista, publicado pela editora Integrare, torna-se o primeiro livro da área a entrar como ebook. A livraria Saraiva lançou recentemente o aplicativo Saraiva Digital para tablets como o ipad. Agora você poderá ler o livro “Dor de Cabeça: o que ela quer com você?” no seu tablet ou iphone. Esta é a tela que você verá ao clicar a imagem A Saraiva Digital Livros é o primeiro aplicativo leitor de livro digitais no Brasil para iPhone e iPad. São mais de 150 mil títulos importados, 2 mil títulos em português, 150 obras gratuitas para você experimentar. Para iPad e para...

Os 10 maiores causadores de enxaqueca

Saiba quais são os 10 principais causadores de enxaqueca. A ENXAQUECA é uma doença neurológica crônica, incapacitante, que afeta 15% da população no Brasil. Os sintomas são: dor latejante, de um lado da cabeça (pode ser dos dois), de moderada a forte intensidade, incômodo com a luz e o barulho, enjôo. Pode ocorrer alterações na vista como pontos luminosos, escuros, linhas em zig zag que antecedem ou acompanham as crises de dor. Muitos são os desencadeantes possíveis mas abordaremos os 10 mais importantes: 1. Preocupações excessivas. Ansiedade, tensão, estresse, preocupações excessivas, antecipação de fatos do futuro negativos, ameaçadores. Quando se antecipa uma tragédia do futuro (que normalmente não acontecem) aquele acontecimento passa a acontecer e é percebido como real para o organismo, o cérebro, então ele dispara seus sistemas de defesa, como o sistema de dor, desta forma começam muitas crises de enxaqueca. 2. Ficar sem comer. O jejum é o aspecto alimentar mais importante para desencadear dores de cabeça, o ficar sem comer pode gerar uma baixa no açúcar do sangue, com a produção de substâncias que causam dor. O segredo é comer algo a cada 3 ou 4 horas, e também não exagerar na comida quando passar longo tempo em jejum. 3. Dormir mal. Bom sono é uma condição fundamental para o bem estar de uma maneira geral, e também para o equilíbrio das enxaquecas e outras dores de cabeça. Dormir pouco, dormir muito, demorar para pegar no sono, acordar no meio da noite, roncar e ter sonolência de dia, ir dormir e acordar muito tarde são todos possíveis desencadeantes de dor de cabeça. 4. Ciclo hormonal. A temida TPM carrega consigo crises de cefaleia, as enxaquecas na mulher tendem a ser mais concentradas no período menstrual ou pré-menstrual. Irregularidades menstruais, endometriose, ovários policísticos, reposição hormonal, podem ser fatores por trás de agravamentos de enxaquecas, mas por...

Sintomas da enxaqueca

Enxaqueca, sintomas da enxaqueca, tratamento da enxaqueca http://cefaleias.com.br/enxaqueca/enxaqueca-sintomas-e-tratamentos SINTOMAS DA ENXAQUECA Na enxaqueca ocorrem vários sintomas: Dor latejante, pulsátil Intensidade moderada a forte De um lado da cabeça Piora com atividades físicas rotineiras destes quatro itens acima, não precisam todos estarem presentes (2 já bastam). Incomodo com a luz e barulho, nausea ou vômitos, também fazem parte dos sintomas da enxaqueca. As auras da enxaqueca, presentes em 15 a 25 % são alterações na vista que precedem ou acompanham as crises, duram de 5 a 60 minutos, são pontos luminosos, linhas em zig zag, manchas na visão, pontos escuros, embaçamento visual. Como sintoma da enxaqueca, pode ocorrer também o pródromo, 2 a 24 horas antes da crise de enxaqueca, quando ocorre bocejos, vontade de comer doce, irritabilidade, sonolência, incômodo com a luz, fotofobia, incômodo com o barulho, fonofobia. Este texto foi escrito pelo Dr Mario Peres, médico neurologista, para marcar uma consulta ligue pra 2151-0110 ou...

Tratamento da Enxaqueca

Dr Mario Peres, médico neurologista, com pós-doutorado na Filadélfia, explica as várias formas de tratamento da enxaqueca Tratamento da Enxaqueca O tratamento da enxaqueca pode ser com remédio ou sem remédio, pode ser um tratamento preventivo, para evitar que venham as crises de enxaqueca, que é o principal conceito no tratamento da enxaqueca, ou pode ser também um tratamento agudo, com medidas que aliviam as dores de cabeça fortes ou fracas na hora em que elas aparecem. O tratamento da enxaqueca tem então um diagrama como vemos abaixo: TRATAMENTO  PREVENTIVO MEDICAMENTOSO TRATAMENTO AGUDO MEDICAMENTOSO TRATAMENTO  PREVENTIVO NÃO MEDICAMENTOSO TRATAMENTO AGUDO NÃO MEDICAMENTOSO Leia mais sobre tratamento da enxaqueca em http://cefaleias.com.br/tratamento TRATAMENTO DA ENXAQUECA O primeiro passo para um tratamento eficaz da enxaqueca ou outra dor de cabeça, cefaleia, como a cefaleia tensional, cefaleia em salvas é o correto diagnóstico Quando a dor é diária, mais dias com dor do que sem dor, o tratamento muda consideravelmente Na enxaqueca, o mais importante é o tratamento preventivo, cuidado com o uso excessivo de analgésicos Entender o que é a enxaqueca é fundamental para o paciente, saber as causas da enxaqueca, saber como evitar a enxaqueca. Entender que o sistema de dor é um sistema de defesa do organismo que dispara quando algo nao está bem, e na enxaqueca ele dispara demais Portanto é imprescindível tratar o problema na sua raiz, evitando que o sistema de dor dispare excessivamente, analgésicos nāo  sāo tāo importantes como os preventivos Existem tratamentos medicamentosos e nao medicamentosos para enxaqueca. Normalmente eles sāo associados TRATAMENTOS PARA ENXAQUECA SEM REMÉDIO Exercícios físicos, psicoterapia, higiene do sono, manejo do estresse, relaxamentos, fisioterapia, acupuntura sāo formas de tratamento nāo medicamentosos para enxaqueca. Evitar os desencadeantes é também importante, para entender melhor muitas vezes é necessário preencher um diário, anotando a ocorrência das crises e os fatores que as provocaram Os principais desencadeantes...

Enxaqueca: Causas, Sintomas e Tratamento

O que é Enxaqueca? Enxaqueca é uma doença neurológica crônica, comum e incapacitante, afeta 15,2% dos Brasileiros e diminui intensamente a qualidade de vida de quem sofre.   Enxaqueca na população   A enxaqueca afeta 15,2% dos Brasileiros, mas com diferenças regionais, no sudeste os índices chegam a 20,5%, no sul 16,4%, no nordeste 13,6%, no centro-oeste 9,5 % e no norte 8,5 %.   Causas da enxaqueca   A enxaqueca é uma doença multifatorial, os aspectos importantes são:   genéticos,   hormonais (na mulher),  comportamentais,  de estilo de vida (stress, sono ruim, má alimentação, sedentarismo)  Dos aspectos comportamentais e emocionais na enxaqueca dividimos os de    1.       Personalidade (alto grau de exigência, perfeccionismo, centralização)   2.       Ansiedade (antecipação, medo, fobia, expectativa apreensiva, estado de hiperalerta, tensão, pessimismo)   3.       Humor (irritabilidade, desanimo, depressão, culpa, oscilaçao de humor- altos e baixos, aceleração mental)    Para entender as causas da enxaqueca é importante entender o sistema de dor, o sistema de dor é um sistema de defesa do organismo, como o sistema imune, a febre, a tosse, e representa um ganho evolutivo, pois existe para sinalizar um potencial de lesão para que ocorra retirada do estímulo. É fundamental para a adaptação do indivíduo com meio ambiente. Funciona como se fosse um conteiner, um balde de água, que quando chega no seu limite se transborda, ou seja, acontece a crise de dor de cabeça, para evitar então que o sistema transborde é preciso diminuir a entrada de líquido no sistema (os desencadeantes da enxaqueca), aumentar o tamanho do contêiner (diminuir a predisposição do sistema com tratamentos preventivos) e aumentar o escoamento dos líquidos (exercícios físicos, relaxamentos, psicoterapia).     Como ocorre a enxaqueca   SINTOMAS DA ENXAQUECA Na enxaqueca ocorrem vários sintomas:   -Dor latejante, pulsátil   -Intensidade moderada a forte    -De um lado da cabeça       -Piora com atividades físicas rotineiras na hora da dor (atividades físicas são importantes para prevenção da enxaqueca  Não precisam todos...