728 ad

Enxaqueca no Site do Einstein: Sintomas, Tratamento, Botox

Dr Mario Peres fala sobre enxaqueca no site do Hospital Albert Einstein. Leia a matéria Enxaqueca O que é enxaqueca? Muitas vezes confundida com outras cefaleias, a enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que costuma provocar dores unilaterais e latejantes, acompanhadas na maioria das vezes de náuseas, vômitos e intolerância a sons, luz e cheiros fortes. As crises tendem a aparecer ocasionalmente, com duração de quatro até 72 horas. Em casos extremos, a frequência pode ser diária. Causas da Enxaqueca A enxaqueca é uma doença multifatorial. Além do fator genético, o consumo de alimentos como queijos, embutidos, chocolate, café e adoçantes com aspartame, sono prolongado ou falta de sono, excesso de exposição ao sol, alterações de hormônios, tabagismo, odores fortes e a ingestão de bebida alcoólica podem desencadear uma crise. Transtornos de humor, como ansiedade e depressão, também podem frequentemente estar associados a um episódio de enxaqueca. Incidência A enxaqueca acomete 15% da população brasileira. Mais frequente no público feminino – só na região sudeste 30% das mulheres sofrem com as crises -, a doença é uma das principais causas de falta ao trabalho. A média é de quatro dias perdidos de trabalho por ano. Nos Estados Unidos, o custo estimado indireto por ano é de 13 bilhões de dólares. Por ser incapacitante – algumas pessoas não conseguem ficar em locais com luz ou barulho –, a enxaqueca influencia também as atividades familiares, sociais e escolares. Sintomas da Enxaqueca A crise de enxaqueca pode ser dividida em quatro etapas com sintomas distintos. Na premonitória, o período anterior à dor de cabeça, é comum o desejo por determinados alimentos, como chocolate, alterações de humor, cansaço, bocejos e retenção de líquidos. Depois vem a aura, que normalmente precede a crise, mas também pode ocorrer simultaneamente. Ela ocorre em 15 a 25% das enxaquecas, e se manifesta com alterações na vista...

Dor de Cabeça e Meningite

Meningite é uma inflamação das meninges. A meninge é um tecido, uma membrana que envolve todo o sistema nervoso central, encéfalo (cérebro e tronco cerebral) e medula espinhal. A meningite pode ser por algum agente infeccioso, bactérias, virus (meningite viral), fungos. A meningite pode ser por outras causas não infecciosas como medicamentos, doenças inflamatórias, neoplasias (cancer). A meningite bacteriana é a mais perigosa, pois pode evoluir para a septicemia, que é uma infecção generalizada e causar graves sequelas até a morte. A meningite mais comum é a viral, a meningite viral é mais benigna, muitas vezes passa sem ser diagnosticada. O principal sintoma da meningite é a dor de cabeça, uma cefaleia forte, aguda, diferente das dores de cabeça habituais. Outros sintomas da meningite são a rigidez de nuca, pescoço rígido, nauseas, enjoo intenso, vomitos. INCIDENCIA E TAXAS DA MENINGITE Estima-se que 3.500 casos de meningite bacteriana e septicemia ocorram no Reino Unido todo ano. O Brasil entre 2003 e 2005 foram registrados 2400 casos de meningitis na região metropolitana de Goiania. Em 2006 morreram mais de 2.500 pessoas por causa da meningite, A meningite pode ser fatal, principalmente se for de origem bacteriana, especialmente a meningite menigocócica (causada pelo meningococo, uma bactéria com 3 sorotipos – A, B e C). Porisso a meningite no Brasil e em vários países é uma doença de notificação compulsória. Algumas epidemias de meningite já assolaram o Brasil. Na década de 1970 a meningite meningocócica uma epidemia causada por vírus A e C com foco em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, quase foi suficiente para serem cancelados os jogos pan-americanos de 1975. Na década de 80 epidemias causadas pelo meningoco do grupo B ocorreram. SINTOMAS DA MENINGITE O principal sintoma da meningite, qualquer que seja a causa é a dor de cabeça, a cefaleia. Uma cefaleia forte, de instalação aguda, diferente...

Estudo mapeia progressão da Enxaqueca Crônica

PROGRESSÃO DA ENXAQUECA CRÔNICA : INÍCIO DOS SINTOMAS DAS CEFALEIAS, TRANSTORNOS DE ANSIEDADE, DEPRESSÃO E ENXAQUECA CRÔNICA Pesquisa publicada recentemente na revista Headache Medicine revela como o ocorre a progressão dos sintomas ao longo das décadas até se chegar na enxaqueca crônica, tipo mais grave de enxaqueca. A enxaqueca crônica se caracteriza por crises de enxaqueca diariamente, se associa geralmente a sintomas de ansiedade e humor, sendo comum a associação com a depressão. Os pesquisadores avaliaram a relação temporal entre o aparecimento dos sintomas de ansiedade, depressão e dor de cabeça, 84% dos indivíduos com enxaqueca crônica apresentaram algum diagnóstico psiquiátrico, principalmente transtorno de ansiedade (76%), depressão (50%), e transtorno misto de ansiedade e depressão (44%). O transtorno de ansiedade mais freqüente foi o transtorno de ansiedade generalizada (preocupações excessivas) e fobia específica (de animais, altura, lugar fechado, sangue). Os indivíduos com enxaqueca crônica avaliados apresentaram uma característica em comum: os transtornos de ansiedade se instalaram primeiro, na adolescência (média de idade de 13,9 anos), seguidos do início de enxaqueca episódica, enxaquecas espassadas (média de idade de 20,9 anos), depois se instalaram alterações do humor como a depressão (33,4 anos) e por último a enxaqueca crônica, o pior estágio da enxaqueca com crises de dor diária (36,7 anos). A idade média dos indivíduos avaliados era 41,4 anos. Dra Juliane Mercante, autora principal do estudo, comenta: “a progressão da doença segue um padrão semelhante nos que sofrem hoje de enxaqueca diariamente, o diagnostico e o início do tratamento da enxaqueca precocemente pode evitar a piora e evolução do quadro”. Pacientes com história de ansiedade, enxaqueca e depressão possivelmente podem estar com risco mais elevado de desenvolver enxaqueca crônica. E a avaliação precoce pode prevenir um sofrimento significativo. Para contato com Dra Juliane Mercante, psicóloga com doutorado no Instituto de Psiquiatria da FMUSP, escreva para julianeperes@terra.com.br ou (11)...

Necessidade de Tratamento Preventivo para Enxaqueca no Brasil

Trabalho apresentado no 53 Congresso Americano de Cefaleia, Washington DC, 2-5 de Junho de 2011. Nosso trabalho mostra a imensa lacuna de tratamento de dores de cabeça, cefaleias primárias como a enxaqueca e a cefaleia tensional no Brasil. Em estudo feito em cerca de 4000 pessoas em todo o Brasil avaliamos as prevalências da enxaqueca e outras cefaleias e mostramos qual a porcentagem de pessoas que não faziam tratamento correto para as cefaleias. Neste gráfico temos as porcentagens das diferentes cefaleias, enxaqueca, cefaleia tensional e a porcentagem de pessoas que precisariam fazer tratamento preventivo. Neste outro gráfico vemos que dos pacientes com enxaqueca que precisariam estar em tratamento apenas 2,6% realmente estavam usando algum tratamento...

Livro Dor de Cabeça na Saraiva Digital para Iphone e Ipad

Livro Dor de Cabeça: O que ela quer com você? Agora ebook na Saraiva Digital O livro “Dor de Cabeça: O que ela quer com você?” escrito pelo Dr Mario Peres, médico neurologista, publicado pela editora Integrare, torna-se o primeiro livro da área a entrar como ebook. A livraria Saraiva lançou recentemente o aplicativo Saraiva Digital para tablets como o ipad. Agora você poderá ler o livro “Dor de Cabeça: o que ela quer com você?” no seu tablet ou iphone. Esta é a tela que você verá ao clicar a imagem A Saraiva Digital Livros é o primeiro aplicativo leitor de livro digitais no Brasil para iPhone e iPad. São mais de 150 mil títulos importados, 2 mil títulos em português, 150 obras gratuitas para você experimentar. Para iPad e para...

Enxaqueca: sintomas e tratamento

Dr Mario Peres, médico neurologista responde perguntas e respostas sobre enxaqueca, sintomas e tratamento Porque alguns alimentos tem o poder de desencadear a dor? Porque certos alimentos contém substâncias que ativam o sistema de dor no cérebro como tiraminas, aminoácidos excitatórios, glutamato, óxido nítrico, álcool e cafeína. Isto pode de alguma forma ter viciado o cérebro e por isto, suscita o desejo de comer aquilo que vai lhe prejudicar? Não é isto não, o cérebro gera para o corpo a necessidade de suplementar algum elemento e porisso aparece a vontade de comer certos alimentos. Qual o mecanismo envolvido na cefaléia e como é possível identificar o que está errado, ou desencadeando-a? São vários mecanismos desencadeantes de enxaqueca: hormonal, genético, ambiental, alteração de neurotransmissores Quais os medicamentos mais usados hoje e de que forma eles agem? Os principais medicamentos para o tratamento da enxaqueca são os preventivos, como neuromoduladores (anticonvulsivantes), antidepressivos, betabloqueadores (remédios também usados para pressão), entre outros. Recentemente vem se usando também a toxina botulínica (botox) para tratamento de cefaleias Como se faz uso da medicação de forma equivocada a ponto de se adoecer? Uso excessivo de analgésicos que causam cefaleia rebote, intoxicam o cérebro e o organismo Seria possível relatar, aqui, quais os alimentos que mais são responsáveis pelo desencadeamento da enxaqueca? Os desencadeantes alimentares principais sao: ficar sem comer, bebidas alcoolicas, muito café, adocantes, enlatados, salgadinhos e ouros alimentos que contenham glutamato monossodico (aji-no-moto), frutas citricas Enxaqueca, enxaqueca causas, enxaqueca com aura, enxaqueca crônica, enxaqueca tratamento, especialista enxaqueca, tratamento enxaqueca...

Tratamento da Enxaqueca

Dr Mario Peres, médico neurologista, com pós-doutorado na Filadélfia, explica as várias formas de tratamento da enxaqueca Tratamento da Enxaqueca O tratamento da enxaqueca pode ser com remédio ou sem remédio, pode ser um tratamento preventivo, para evitar que venham as crises de enxaqueca, que é o principal conceito no tratamento da enxaqueca, ou pode ser também um tratamento agudo, com medidas que aliviam as dores de cabeça fortes ou fracas na hora em que elas aparecem. O tratamento da enxaqueca tem então um diagrama como vemos abaixo: TRATAMENTO  PREVENTIVO MEDICAMENTOSO TRATAMENTO AGUDO MEDICAMENTOSO TRATAMENTO  PREVENTIVO NÃO MEDICAMENTOSO TRATAMENTO AGUDO NÃO MEDICAMENTOSO Leia mais sobre tratamento da enxaqueca em http://cefaleias.com.br/tratamento TRATAMENTO DA ENXAQUECA O primeiro passo para um tratamento eficaz da enxaqueca ou outra dor de cabeça, cefaleia, como a cefaleia tensional, cefaleia em salvas é o correto diagnóstico Quando a dor é diária, mais dias com dor do que sem dor, o tratamento muda consideravelmente Na enxaqueca, o mais importante é o tratamento preventivo, cuidado com o uso excessivo de analgésicos Entender o que é a enxaqueca é fundamental para o paciente, saber as causas da enxaqueca, saber como evitar a enxaqueca. Entender que o sistema de dor é um sistema de defesa do organismo que dispara quando algo nao está bem, e na enxaqueca ele dispara demais Portanto é imprescindível tratar o problema na sua raiz, evitando que o sistema de dor dispare excessivamente, analgésicos nāo  sāo tāo importantes como os preventivos Existem tratamentos medicamentosos e nao medicamentosos para enxaqueca. Normalmente eles sāo associados TRATAMENTOS PARA ENXAQUECA SEM REMÉDIO Exercícios físicos, psicoterapia, higiene do sono, manejo do estresse, relaxamentos, fisioterapia, acupuntura sāo formas de tratamento nāo medicamentosos para enxaqueca. Evitar os desencadeantes é também importante, para entender melhor muitas vezes é necessário preencher um diário, anotando a ocorrência das crises e os fatores que as provocaram Os principais desencadeantes...

Dores de Cabeça Constantes

DORES DE CABEÇA CONSTANTES O livro “Dor de Cabeça: O que ela quer com você?” escrito pelo Dr Mario Peres, médico neurologista, publicado pela editora Integrare, torna-se o primeiro livro da área a entrar como ebook. Categoria Saúde – Qualidade de Vida. Clique na figura e acesse Dr Mario Peres, médico neurologista escreve sobre as causas, sintomas e tratamento das dores de cabeça constantes. Dores de cabeça constantes, frequentes são comuns na população geral. Estudo por nós realizado mostrou que no Brasil 6,9% das pessoas apresentam mais dias com dor de cabeça do que sem dor. O diagnóstico das dores de cabeça constantes e frequentes tem que ser realizado, o que pode ser uma dor de cabeça constante, o que podem ser dores de cabeça frequentes? O primeiro passo é distinguir entre dores de cabeça (cefaleias) primárias ou secundárias. As dores de cabeça podem ser originadas de doenças outras como a sinusite, meningite, tumor cerebral, aneurisma cerebral ou também causas simples como infecções virais, anemias, hipotireoidismo. Quando a dor de cabeça constante e frequente é caracterizada como uma cefaleia primária, agrupamos nas chamadas dores de cabeça diárias, a cefaleia crônica diária. SINTOMAS ASSOCIADOS A DORES DE CABEÇA CONSTANTES Pode ser comum apresentarem-se sintomas juntamente com as dores de cabeça constantes, dores musculares, dores na nuca, dores no pescoço. As dores de cabeça podem ser apenas do lado esquerdo, ou apenas do lado direito, isto pode apontar para alguma causa específica, o médico avaliará este aspecto com detalhe. As dores podem aparecer com tontura, vertigem, sensação de rodar, ou mesmo uma tontura como um mareamento, ou sensação de cabeça leve, sem a sensação rotatória. Formigamentos podem aparecer também. Ansiedade e dores de cabeça são muitas vezes associadas, estresse (stress), preocupações excessivas, antecipação de acontecimentos frequentemente podem estar presentes nos quadros de cefaleias constantes. A sensação de pressão na cabeça é...