728 ad

Dor de cabeça, pessimismo e inflamação

Uma das pesquisas mais importantes na área da dor nos últimos anos. Um dos maiores estudiosos do efeito placebo, o italiano Fabrizio Benedetti, publica na revista PAIN ((155) 2014, pag 921-928) um excelente artigo: ” Nocebo and placebo modulation of hypobaric hypoxia headache involves the cyclooxygenase-prostaglandins pathway”. Dois grupos de estudantes que iam para um acampamento de pesquisa na montanha a 3500 metros de altitude foram avaliados. De 121 estudantes, 36 manifestaram preocupação com a ocorrência de dor de cabeça na altitude e apresentaram uma expectativa negativa, antecipação de que teriam dor de cabeça na montanha. Sabemos que aumentam mesmo as chances de cefaleia quanto maior a altitude que estamos. Os que não se preocuparam mas posteriormente tiveram dor de cabeça foram comparados. A pesquisa descobriu que a expectativa negativa aumenta os níveis de substâncias inflamatórias, prostaglandinas e tromboxanas, sugerindo aumento da atividade da ciclooxigenase nestes pacientes, além de aumentar também a chance da dor de cabeça, cefaleias aparecerem. Já se sabia que o efeito nocebo, efeito gerado pela expectativa negativa, era modulado pelas substâncias opióides, endocanabinóides e colecistoquininas. Esta pesquisa confirma a ideia de que o pessimismo, que a expectativa negativa aumenta a chance de ter dores no corpo e dores de cabeça, e que estes mesmos pensamentos negativos aumentando os níveis de substâncias inflamatórias. Provavelmente a reversão destes pensamentos por outros que ressaltem o otimismo, a expectativa positiva, a fé, possam melhorar os estados de dor! Chegará o dia em que ao invés de tomar um anti-inflamatório faremos uma meditação ou oração e a dor desaparecerá? Texto escrito pelo Dr Mario Peres, médico neurologista.  ...

Enxaqueca no Site do Einstein: Sintomas, Tratamento, Botox

Dr Mario Peres fala sobre enxaqueca no site do Hospital Albert Einstein. Leia a matéria Enxaqueca O que é enxaqueca? Muitas vezes confundida com outras cefaleias, a enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que costuma provocar dores unilaterais e latejantes, acompanhadas na maioria das vezes de náuseas, vômitos e intolerância a sons, luz e cheiros fortes. As crises tendem a aparecer ocasionalmente, com duração de quatro até 72 horas. Em casos extremos, a frequência pode ser diária. Causas da Enxaqueca A enxaqueca é uma doença multifatorial. Além do fator genético, o consumo de alimentos como queijos, embutidos, chocolate, café e adoçantes com aspartame, sono prolongado ou falta de sono, excesso de exposição ao sol, alterações de hormônios, tabagismo, odores fortes e a ingestão de bebida alcoólica podem desencadear uma crise. Transtornos de humor, como ansiedade e depressão, também podem frequentemente estar associados a um episódio de enxaqueca. Incidência A enxaqueca acomete 15% da população brasileira. Mais frequente no público feminino – só na região sudeste 30% das mulheres sofrem com as crises -, a doença é uma das principais causas de falta ao trabalho. A média é de quatro dias perdidos de trabalho por ano. Nos Estados Unidos, o custo estimado indireto por ano é de 13 bilhões de dólares. Por ser incapacitante – algumas pessoas não conseguem ficar em locais com luz ou barulho –, a enxaqueca influencia também as atividades familiares, sociais e escolares. Sintomas da Enxaqueca A crise de enxaqueca pode ser dividida em quatro etapas com sintomas distintos. Na premonitória, o período anterior à dor de cabeça, é comum o desejo por determinados alimentos, como chocolate, alterações de humor, cansaço, bocejos e retenção de líquidos. Depois vem a aura, que normalmente precede a crise, mas também pode ocorrer simultaneamente. Ela ocorre em 15 a 25% das enxaquecas, e se manifesta com alterações na vista...

Oxigênio no tratamento da crise de Cefaleia em Salvas

Oxigênio no tratamento da crise de Cefaleia em Salvas. dr Mario Peres, médico neurologista, pós-doutorado na área de cefaleias escreve sobre o tratamento da cefaleia em salvas com o oxigênio. A Cefaleia em Salvas tem algumas particularidades, tanto na sua apresentação clínica quanto no seu tratamento. Leia Cefaleia em Salvas: causas, sintomas e tratamento Muito comum a grande demora em se fazer o diagnóstico da cefaleia em salvas, pois acaba sendo confundida com a enxaqueca, sendo tratada como tal e sem resolução, sem resposta ao tratamento. O tratamento da cefaleia em salvas, assim como todas as cefaleias, tem como prioridade a prevenção, evitar que venham as crises, encerrar mais rapidamente o surto, o ciclo de dores e também evitar que venha um próximo surto. Leia mais sobre tratamento da cefaleia em salvas com melatonina e tratamento da cefaleia em salvas com bloqueio do nervo occipital clicando nos links Na hora da dor, duas são as opções mais eficazes, o sumatriptano subcutaneo e o uso do oxigênio. Interessante que de todas as cefaleias primárias como a enxaqueca ou cefaleia tensional, apenas na cefaleia em salvas que o oxigênio tem um papel importante, ele é recomendado para cortar a crise quando ela aparece, é muito eficaz, e não tem efeito colateral. Apesar de eficaz e bem tolerado, o oxigênio tem acesso limitado, é preciso estar perto de um cilindro ou torpedo de oxigênio em um serviço hospitalar, o que muitas vezes inviabiliza seu uso pois a crise de cefaleia em salvas tem duração média de uma hora, não dá tempo para chegar até um pronto socorro. Além disto, os médicos da emergência normalmente não conhecem este tratamento e acabam não prescrevendo. A solução é o aluguel de um torpedo de oxigênio, com uma máscara ou catéter de O2, para ser usado a 100%, a 15 litros por minutos por 15 minutos...

Dor de Cabeça e Meningite

Meningite é uma inflamação das meninges. A meninge é um tecido, uma membrana que envolve todo o sistema nervoso central, encéfalo (cérebro e tronco cerebral) e medula espinhal. A meningite pode ser por algum agente infeccioso, bactérias, virus (meningite viral), fungos. A meningite pode ser por outras causas não infecciosas como medicamentos, doenças inflamatórias, neoplasias (cancer). A meningite bacteriana é a mais perigosa, pois pode evoluir para a septicemia, que é uma infecção generalizada e causar graves sequelas até a morte. A meningite mais comum é a viral, a meningite viral é mais benigna, muitas vezes passa sem ser diagnosticada. O principal sintoma da meningite é a dor de cabeça, uma cefaleia forte, aguda, diferente das dores de cabeça habituais. Outros sintomas da meningite são a rigidez de nuca, pescoço rígido, nauseas, enjoo intenso, vomitos. INCIDENCIA E TAXAS DA MENINGITE Estima-se que 3.500 casos de meningite bacteriana e septicemia ocorram no Reino Unido todo ano. O Brasil entre 2003 e 2005 foram registrados 2400 casos de meningitis na região metropolitana de Goiania. Em 2006 morreram mais de 2.500 pessoas por causa da meningite, A meningite pode ser fatal, principalmente se for de origem bacteriana, especialmente a meningite menigocócica (causada pelo meningococo, uma bactéria com 3 sorotipos – A, B e C). Porisso a meningite no Brasil e em vários países é uma doença de notificação compulsória. Algumas epidemias de meningite já assolaram o Brasil. Na década de 1970 a meningite meningocócica uma epidemia causada por vírus A e C com foco em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, quase foi suficiente para serem cancelados os jogos pan-americanos de 1975. Na década de 80 epidemias causadas pelo meningoco do grupo B ocorreram. SINTOMAS DA MENINGITE O principal sintoma da meningite, qualquer que seja a causa é a dor de cabeça, a cefaleia. Uma cefaleia forte, de instalação aguda, diferente...

Anvisa aprova botox para tratamento da enxaqueca

Assista a matéria do Jornal da Band sobre tratamento da enxaqueca com botox Dr Mario Peres, médico neurologista, criador do Centro de Cefaleia São Paulo, coordenador das pesquisas em cefaleia e pesquisador senior do Instituto do Cérebro do Hospital Albert Einstein escreve sobre o tratamento da enxaqueca crônica com o Botox. A ANVISA aprovou o uso das aplicações de Botox, a toxina botulínica tipo A, para o tratamento da enxaqueca crônica. Recentes estudos clínicos mostraram que o Botox aplicado em certos pontos na cabeça resultaram em melhora significativa de enxaquecas crônicas, que são enxaquecas frequentes, vindo mais do que 15 dias de dor por mês, ou seja, mais dias com dor do que sem dor. Em estudo epidemiológico feito no Brasil coordenado pelo Dr Mario Peres, dores de cabeça frequentes afetam 6,9% da população Brasileira. Dr Mario Peres alerta para aspectos do tratamento com botox para enxaqueca: “A aplicação deve ser feita em alguns pontos específicos, diferente para cada paciente com enxaqueca, não sendo só realizada nos pontos habitualmente utilizados nas aplicações com finalidade estética”. O tratamento para enxaqueca com Botox necessita que pontos na região temporal, occipital e nuca, e não apenas na testa. Utiliza-se em geral no tratamento da enxaqueca um frasco inteiro do Botox, podendo ser até mais do que um frasco, dependendo da necessidade, ao contrário das aplicações estéticas que utilizam um terço do frasco ou meio frasco. Para saber mais clique em: Enxaqueca | tratamento da enxaqueca | sintomas da enxaqueca | botox para enxaqueca | botox para dor de cabeça | remédio enxaqueca | enxaqueca com aura | especialista...

Dores de Cabeça Constantes

DORES DE CABEÇA CONSTANTES O livro “Dor de Cabeça: O que ela quer com você?” escrito pelo Dr Mario Peres, médico neurologista, publicado pela editora Integrare, torna-se o primeiro livro da área a entrar como ebook. Categoria Saúde – Qualidade de Vida. Clique na figura e acesse Dr Mario Peres, médico neurologista escreve sobre as causas, sintomas e tratamento das dores de cabeça constantes. Dores de cabeça constantes, frequentes são comuns na população geral. Estudo por nós realizado mostrou que no Brasil 6,9% das pessoas apresentam mais dias com dor de cabeça do que sem dor. O diagnóstico das dores de cabeça constantes e frequentes tem que ser realizado, o que pode ser uma dor de cabeça constante, o que podem ser dores de cabeça frequentes? O primeiro passo é distinguir entre dores de cabeça (cefaleias) primárias ou secundárias. As dores de cabeça podem ser originadas de doenças outras como a sinusite, meningite, tumor cerebral, aneurisma cerebral ou também causas simples como infecções virais, anemias, hipotireoidismo. Quando a dor de cabeça constante e frequente é caracterizada como uma cefaleia primária, agrupamos nas chamadas dores de cabeça diárias, a cefaleia crônica diária. SINTOMAS ASSOCIADOS A DORES DE CABEÇA CONSTANTES Pode ser comum apresentarem-se sintomas juntamente com as dores de cabeça constantes, dores musculares, dores na nuca, dores no pescoço. As dores de cabeça podem ser apenas do lado esquerdo, ou apenas do lado direito, isto pode apontar para alguma causa específica, o médico avaliará este aspecto com detalhe. As dores podem aparecer com tontura, vertigem, sensação de rodar, ou mesmo uma tontura como um mareamento, ou sensação de cabeça leve, sem a sensação rotatória. Formigamentos podem aparecer também. Ansiedade e dores de cabeça são muitas vezes associadas, estresse (stress), preocupações excessivas, antecipação de acontecimentos frequentemente podem estar presentes nos quadros de cefaleias constantes. A sensação de pressão na cabeça é...