728 ad

Especialista esclarece dúvidas frequentes sobre dores de cabeça, enxaqueca

Dr Mario Peres, médico neurologista, responde perguntas sobre causas, sintomas e tratamento das dores de cabeça, cefaleias, enxaquecas. 1.Quais as causas mais comuns da dor de cabeça (tensão, ingestão de álcool, enxaqueca, problemas oculares, sinusite etc.)? As dores de cabeça podem ser um sintoma de alguma doença, desde uma simples gripe até um aneurisma ou tumor cerebral, quando chamamos de cefaleias secundárias. Podem ser também dores de cabeça recorrentes como no caso da enxaqueca, cefaleia tensional, cefaleia em salvas e outras, chamadas cefaleias primárias. Nestas, os desencadeantes podem ser alimentares (jejum, bebida alcoólica, excesso de cafeína, lactose, embutidos, enlatados), hormonais, estresse, falta de sono, e sedentarismo. 2.Como é feito o diagnóstico das cefaleias, das dores de cabeça? O diagnóstico das cefaleias secundárias se faz com exames pertinentes a cada suspeita, desde testes laboratoriais como hemograma, dosagem de hormonios, provas inflamatórias, assim como exames de imagem, tomografia, ressonancia magnética. Na suspeita de meningite costuma se fazer o exame do liquor, por punção lombar, para retirada e análise do líquido cefalorraquidiano (liquor). Já o diagnóstico das cefaleias é clínico, baseado nas informações, aspectos, características das dores, sua localização, tipo, fatores associados, duração, frequência, na maioria das vezes não necessita de exames. 3.Como prevenir e tratar os sintomas das cefaleias? O principal tratamento das cefaleias é o preventivo, para tanto, é preciso uma avaliacão criteriosa para serem determinados os desencadeantes, as causas da dor. Existem várias opções de medicamentos e formas não medicamentosas para prevenir enxaquecas e outras cefaleias primárias, com o uso de antidepressivos, anticonvulsivantes, bloqueadores adrenérgicos, além de suplementos, vitaminas, fitoterápicos que podem também ser usados. O uso da toxina botulínica (botox) é muito utilizado em pacientes com enxaqueca crônica. Na hora da dor, para cortar a crise, os analgésicos simples podem funcionar, mas em crises mais fortes são necessários medicamentos específicos, da classe dos triptanos, com resposta superior aos...

Enxaqueca no Site do Einstein: Sintomas, Tratamento, Botox

Dr Mario Peres fala sobre enxaqueca no site do Hospital Albert Einstein. Leia a matéria Enxaqueca O que é enxaqueca? Muitas vezes confundida com outras cefaleias, a enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que costuma provocar dores unilaterais e latejantes, acompanhadas na maioria das vezes de náuseas, vômitos e intolerância a sons, luz e cheiros fortes. As crises tendem a aparecer ocasionalmente, com duração de quatro até 72 horas. Em casos extremos, a frequência pode ser diária. Causas da Enxaqueca A enxaqueca é uma doença multifatorial. Além do fator genético, o consumo de alimentos como queijos, embutidos, chocolate, café e adoçantes com aspartame, sono prolongado ou falta de sono, excesso de exposição ao sol, alterações de hormônios, tabagismo, odores fortes e a ingestão de bebida alcoólica podem desencadear uma crise. Transtornos de humor, como ansiedade e depressão, também podem frequentemente estar associados a um episódio de enxaqueca. Incidência A enxaqueca acomete 15% da população brasileira. Mais frequente no público feminino – só na região sudeste 30% das mulheres sofrem com as crises -, a doença é uma das principais causas de falta ao trabalho. A média é de quatro dias perdidos de trabalho por ano. Nos Estados Unidos, o custo estimado indireto por ano é de 13 bilhões de dólares. Por ser incapacitante – algumas pessoas não conseguem ficar em locais com luz ou barulho –, a enxaqueca influencia também as atividades familiares, sociais e escolares. Sintomas da Enxaqueca A crise de enxaqueca pode ser dividida em quatro etapas com sintomas distintos. Na premonitória, o período anterior à dor de cabeça, é comum o desejo por determinados alimentos, como chocolate, alterações de humor, cansaço, bocejos e retenção de líquidos. Depois vem a aura, que normalmente precede a crise, mas também pode ocorrer simultaneamente. Ela ocorre em 15 a 25% das enxaquecas, e se manifesta com alterações na vista...

Dor de Cabeça na Gravidez

Dor de Cabeça na Gravidez Dr Mario Peres, médico neurologista com pós-doutorado na área das cefaleias, escreve sobre Dores de Cabeça na Gravidez, o que pode ser, o que fazer, como tratar. Dores de cabeça na gravidez podem ser resultado de várias causas. Podem ser dores de cabeça relacionadas a quadros prévios, cefaleias como a enxaqueca, cefaleia tensional, cefaleia em salvas. Pode ser uma cefaleia nova, sem história prévia de dor de cabeça anterior. Tratamento da enxaqueca na gravidez A história natural da enxaqueca na gravidez é favorável, geralmente a dor de cabeça na gestação melhora nos segundo e terceiro trimestres, porém no primeiro trimestre ela pode atrapalhar a vida da gestante e aparecer com mais frequencia. Normalmente são as mulheres com enxaquecas na menstruação, as enxaquecas menstruais, que melhoram mais na gestação. O tratamento da enxaqueca na gravidez é muito difícil para muitas gestantes e um desafio para os médicos. Mulheres com enxaqueca quando engravidam ficam sem saber como tratar suas enxaquecas pois o conceito tradicional é que não se pode usar nenhum remédio, ou os analgésicos simples que são permitidos não funcionam. O medo de qualquer medicação afetar o bebe é universal em todas as mães Primeiro fato que as gravidas devem ter em mente é que o tratamento principal para enxaqueca é o tratamento preventivo, para evitar que venha a dor de cabeça. Existem tratamentos para enxaqueca na gravidez, quando temos tempo, quando a mulher com enxaqueca planeja sua gestação, o tratamento da enxaqueca pode ser planejado também para que seja estabilizado e modificado o tratamento de acordo com a possibilidade de se dar continuidade no tratamento durante a gravidez. Privilegiamos na mulher grávida com enxaqueca os tratamento não medicamentosos, embora muitos remédios podem ser usados, tanto preventivos como para as crises de dor de cabeça. Os tratamentos possíveis são: psicoterapia, acupuntura, fisioterapia com termoterapia, laser, relaxamentos,...

Tratamento da Enxaqueca com Botox – efeitos colaterais

Tratamento da Enxaqueca com Botox – efeitos colaterais Dr Mario Peres, médico neurologista, pós-doutorado na área de cefaleias nos Estados Unidos, fala sobre o tratamento da enxaqueca com o Botox e seus efeitos colaterais. O botox (toxina botulínica tipo A) foi aprovada nos Estados em outubro de 2010 para o tratamento da enxaqueca crônica e no Brasil, pela ANVISA este ano (2011). A aplicação é segura, eficaz, funciona diminuindo as crises de dor na maioria dos pacientes com enxaqueca. Mas não é todo tipo de dor de cabeça que se beneficia da aplicação. Também, não é a aplicação estética que funciona, pois as doses e os pontos de aplicação são diferentes, além da necessidade de ser um neurologista capacitado para fazer o procedimento. Como recentemente veiculado no programa da Ana Maria Braga, falou-se dos efeitos colaterais da aplicação, mas vale ressaltar que são raros e ainda mais incomuns em mãos experientes. 1. Queda da pálpebra. Ocorre apenas se os pontos aplicados na testa forem muito próximos dos olhos, felizmente na nossa experiência de aplicações de toxina para dores de cabeça, nunca tivemos este efeito. 2. Mudança na aparência do rosto. Os pontos de aplicação incluem a testa, e se for aplicado mais de um lado do que outro pode mudar a expressão facial. Naturalmente a programação das doses a serem aplicadas incluem a exata simetria da face para que isto não aconteça. Na nossa experiência também nunca tivemos tais efeitos adversos. 3. Dor nos pontos da aplicação. Podem ocorrer no momento da aplicação, apesar de ser um procedimento bastante tranquilo, alguns pontos podem ficar pouco doloridos após, mas isto ocorre em uma minoria dos pacientes e passa rapidamente. 4. Fraqueza muscular. A fraqueza muscular ocorre se a aplicação for exagerada em músculos da cervical (percoço). Ou seja, todos os efeitos colaterais são dependentes da experiência do aplicador. Em resumo,...

Anvisa aprova botox para tratamento da enxaqueca

Assista a matéria do Jornal da Band sobre tratamento da enxaqueca com botox Dr Mario Peres, médico neurologista, criador do Centro de Cefaleia São Paulo, coordenador das pesquisas em cefaleia e pesquisador senior do Instituto do Cérebro do Hospital Albert Einstein escreve sobre o tratamento da enxaqueca crônica com o Botox. A ANVISA aprovou o uso das aplicações de Botox, a toxina botulínica tipo A, para o tratamento da enxaqueca crônica. Recentes estudos clínicos mostraram que o Botox aplicado em certos pontos na cabeça resultaram em melhora significativa de enxaquecas crônicas, que são enxaquecas frequentes, vindo mais do que 15 dias de dor por mês, ou seja, mais dias com dor do que sem dor. Em estudo epidemiológico feito no Brasil coordenado pelo Dr Mario Peres, dores de cabeça frequentes afetam 6,9% da população Brasileira. Dr Mario Peres alerta para aspectos do tratamento com botox para enxaqueca: “A aplicação deve ser feita em alguns pontos específicos, diferente para cada paciente com enxaqueca, não sendo só realizada nos pontos habitualmente utilizados nas aplicações com finalidade estética”. O tratamento para enxaqueca com Botox necessita que pontos na região temporal, occipital e nuca, e não apenas na testa. Utiliza-se em geral no tratamento da enxaqueca um frasco inteiro do Botox, podendo ser até mais do que um frasco, dependendo da necessidade, ao contrário das aplicações estéticas que utilizam um terço do frasco ou meio frasco. Para saber mais clique em: Enxaqueca | tratamento da enxaqueca | sintomas da enxaqueca | botox para enxaqueca | botox para dor de cabeça | remédio enxaqueca | enxaqueca com aura | especialista...

Enxaqueca, cefaleias, dores de cabeça no consultório CBN

Estarei no consultório CBN falando de cefaleias, dores de cabeça, enxaqueca, cefaleia em salvas, cefaleia tensional, tratamento da enxaqueca, botox para enxaqueca. Você pode ouvir o áudio da entrevista ao vivo pela internet no link: Consultório...

Toxina Botulínica (Botox) Aprovada para o Tratamento da Enxaqueca

Toxina Botulínica (Botox) Aprovada para o Tratamento da Enxaqueca Dr Mario Peres, médico neurologista, criador do Centro de Cefaleia São Paulo, coordenador das pesquisas em cefaleia e pesquisador senior do Instituto do Cérebro do Hospital Albert Einstein escreve sobre o tratamento da enxaqueca crônica com o Botox. Em 15 de outubro de 2010 o FDA, órgão regulatório de medicamentos nos Estados Unidos (o equivalente a ANVISA do Brasil), aprovou o uso das aplicações de Botox, a toxina botulínica tipo A, para o tratamento da enxaqueca crônica. Recentes estudos clínicos mostraram que o Botox aplicado em certos pontos na cabeça resultaram em melhora significativa de enxaquecas crônicas, que são enxaquecas frequentes, vindo mais do que 15 dias de dor por mês, ou seja, mais dias com dor do que sem dor. Em estudo epidemiológico feito no Brasil coordenado pelo Dr Mario Peres, dores de cabeça frequentes afetam 6,9% da população Brasileira. Dr Mario Peres alerta para aspectos do tratamento com botox para enxaqueca: “A aplicação deve ser feita em alguns pontos específicos, diferente para cada paciente com enxaqueca, não sendo só realizada nos pontos habitualmente utilizados nas aplicações com finalidade estética”. O tratamento para enxaqueca com Botox necessita que pontos na região temporal, occipital e nuca, e não apenas na testa. Utiliza-se em geral no tratamento da enxaqueca um frasco inteiro do Botox, podendo ser até mais do que um frasco, dependendo da necessidade, ao contrário das aplicações estéticas que utilizam um terço do frasco ou meio frasco. Para saber mais clique em: Enxaqueca | tratamento da enxaqueca | sintomas da enxaqueca | botox para enxaqueca | botox para dor de cabeça | remédio enxaqueca | enxaqueca com aura | especialista enxaqueca botox dor de cabeca frequente dor de cabeça Enxaqueca mario peres tratamento enxaqueca sintomas enxaqueca botox para enxaqueca botox dor de cabeça remédio enxaqueca enxaqueca com aura remedio dor de cabeca especialista enxaqueca medico...