728 ad
Estudo mapeia progressão da Enxaqueca Crônica

Estudo mapeia progressão da Enxaqueca Crônica

PROGRESSÃO DA ENXAQUECA CRÔNICA :

INÍCIO DOS SINTOMAS DAS CEFALEIAS, TRANSTORNOS DE ANSIEDADE, DEPRESSÃO E ENXAQUECA CRÔNICA

Pesquisa publicada recentemente na revista Headache Medicine revela como o ocorre a progressão dos sintomas ao longo das décadas até se chegar na enxaqueca crônica, tipo mais grave de enxaqueca.

A enxaqueca crônica se caracteriza por crises de enxaqueca diariamente, se associa geralmente a sintomas de ansiedade e humor, sendo comum a associação com a depressão.
Os pesquisadores avaliaram a relação temporal entre o aparecimento dos sintomas de ansiedade, depressão e dor de cabeça, 84% dos indivíduos com enxaqueca crônica apresentaram algum diagnóstico psiquiátrico, principalmente transtorno de ansiedade (76%), depressão (50%), e transtorno misto de ansiedade e depressão (44%). O transtorno de ansiedade mais freqüente foi o transtorno de ansiedade generalizada (preocupações excessivas) e fobia específica (de animais, altura, lugar fechado, sangue).

Os indivíduos com enxaqueca crônica avaliados apresentaram uma característica em comum: os transtornos de ansiedade se instalaram primeiro, na adolescência (média de idade de 13,9 anos), seguidos do início de enxaqueca episódica, enxaquecas espassadas (média de idade de 20,9 anos), depois se instalaram alterações do humor como a depressão (33,4 anos) e por último a enxaqueca crônica, o pior estágio da enxaqueca com crises de dor diária (36,7 anos). A idade média dos indivíduos avaliados era 41,4 anos.

Dra Juliane Mercante, autora principal do estudo, comenta: “a progressão da doença segue um padrão semelhante nos que sofrem hoje de enxaqueca diariamente, o diagnostico e o início do tratamento da enxaqueca precocemente pode evitar a piora e evolução do quadro”.

Pacientes com história de ansiedade, enxaqueca e depressão possivelmente podem estar com risco mais elevado de desenvolver enxaqueca crônica. E a avaliação precoce pode prevenir um sofrimento significativo.

Para contato com Dra Juliane Mercante, psicóloga com doutorado no Instituto de Psiquiatria da FMUSP, escreva para julianeperes@terra.com.br ou (11) 3284-8929

468 ad

11 Responsesto “Estudo mapeia progressão da Enxaqueca Crônica”

  1. Gildacy Torres disse:

    Boa tarde .Gostaria da ajuda de vcs pois sinto dores de cabeça diariamente e iso está me deixando mt nervosa.Obrigada.

  2. Marileide disse:

    Ha uns 7 anos passei por uma fase muito dificil em minha vida e passei muito nervoso, de parar no hospital.Hoje sinto muita dor de cabeça e não consigo raciocinar direito, minha agilidade de raciocinio diminuiu muito, tenho dores de cabeça horriveis na nuca e muita sonolência , tb tenho dificuldades em concentração, o que seria isso? Por gentileza me responda
    grata
    Marileide

  3. Sofro de enxaqueca desde os 13 anos mais ou menos, acho que devido ter muitas preocupações e irritabilidades constantes está piorando cada vez mais.
    Ontem cheguei a desmaiá em casa com muita tontura e pressão baixa, a dor de cabeça já está durando 13 dias e não vai embora.
    Por favor me ajude, urgentemente.
    Obrigada.

  4. Jacqueline Taveira disse:

    Boa tarde, sofro com enxaqueca desde os doze anos, agora com 27 anos sinto com maior incidência e intensidade, busquei tratamento com neurologista mas passou remédios anti depressivos por isto recusei o tratamento, gostaria de saber se existe outros tramentos que não sejam à base de remédios anti depressivos.

  5. maria disse:

    Gostaria receber orientação do que fazer, estou desesperada tenho dor de cabeça diariamente e acordo com ela, na adolescência tinha dores as vezes , depois foi aumentando até que a 3 anos atrás ficou diária, ja fiz tratamento com psiquiatra, neurologista, psicologa, medico clinico. só aliviando um pouco com analgésicos fortes.
    obrigada.

  6. simone disse:

    oi boa ,meu nome e simone,e estou a 1semana com dor de cabesa estou ficando muito iritada nem um remedio malhora so alivia oq faso desde ja agraco

  7. simone disse:

    oi boa noite ,meu nome e simone,e estou a 1semana com dor de cabesa estou ficando muito iritada nem um remedio malhora so alivia oq faso desde ja agraco

  8. Daniele Avila disse:

    Oi meu nome é Daniele, tenho 38 anos. Tenho enxaqueca desde os 22 anos, com crises que pioraram ao 25, aos 27, aos 33 e agora estou na pior crise de toda a minha vida, aso 38 anos. Já tomei antidepressivos, propanalol, tudo o que se pode imaginar. A dor é diária e me acompanha 24 horas por dia. Estou no pior momento da minh vida relacionado a dor de cabeça. Ontem fiz botox, porque me disseram que era uma boa, mas estou com dor desde a hora em que saí do médico, passei a noite com muita dor, estou fazendo compressa de água gelada. Não consigo fazer nada da vida, só tenho dores horríveis. Comecei terapia. Não aguento mais. Eu queria pelo menos 1 semana sem dor. SOCORRO. Por favor, me ajudem. Obrigada!

  9. Renata disse:

    Olá, tenho 25 anos e desde os 19 tenho dores de cabeça, fiz tratamento com atenolol 25m meio compr. ao dia e nas crises tomava cefalium,cefaliv ou flanax, não adiantam! Recentemente passei numa consulta com Neuro, solic. exames EEG e receitou Amato 25mg e Alsitec 10mg remédios controlados, estou tomando já a quase 2 semanas e percebi que aumentou minha enxaqueca, estou tendo crise diária, com episódios de naúseas, vomitos e muita tontura, só essa semana fui parar no pronto socorro 2x por conta da dor. Só remédio na veia para melhorar, melhora na hora depois volta, não sei o que fazer, já liguei pro meu médico ele está num congresso volta só 2 quinz de junho, me ajude, devo continuar ou paro o remédio? Obrigada!

  10. lucinete rangel da penha disse:

    olá ,tenho dor de cabeça desde criança,hohe tenho38 anos,minha concentração sempre foi pessima a memoria tambem,a partir dos 18 anos passou a me dar um negocio em que chego no trabalho não sei o que eu faço,isso trabalhando no mesmo local a 15 anoseu nao sei minha função no trabalho,eu vou pra casa,o caminho de casa eu sei ir,ai eu vou ficando sonolenta e durmo 4dias,sem parar,vou ao banheiro,nao como,nao escovo os dentes,na~vou ao trabalho,nem lembro de ligar para patroa para dar satisfação,só queroDORMIR, e durante essas crises sinto dor de cabeça muito forte,eu não consigo ficar acordada,friso bem isto e muita dor de cabeça.Vou dormit bem na noite anteri e acordo no outro dia do jeito que descrevi acima,parece atordoada não tenho noção das coisas,depois passa,continuo vida normal ate dar outra crise,cstuma dar 2 crises no ano, se fico anciosa a memoria some ,mas volta rapido,nao e uma das crises que durmo3 dias,mas no dia a dia ,quando estou nomal fico muito sonolenta
    deixo de fazer certas coisas para ir dormir,de dia ja a noite nao consigo dormir.se puderm me ajudar,fico grata

  11. cleudo disse:

    Eu acho que vc deveria parar Renata e procurar uma orientação médica.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dor de Cabeça Estudo mapeia progressão da Enxaqueca Crônica | Voz da Barra - [...] Dor de Cabeça na Gravidez Dr Mario Peres, médico neurologista com pós-doutorado na área das cefaleias, escreve sobre Dores …

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *